imagem google

‘A Olimpíada do Conhecimento é um processo de transformação’, diz aluno do Senai-SP

Mais do que conhecimento técnico, para Kevin Dantas Shih a Olimpíada do Conhecimento ajuda a crescer como pessoa

Ariett Gouveia, Agência Indusnet Fiesp

Interessado pela área de computadores, Kevin Dantas Shih, de 18 anos, decidiu entrar em um curso técnico de redes na unidade de Santo Amaro do Serviço Nacional de Aprendizagem Industrial de São Paulo (Senai-SP). O objetivo era ter um diploma para trabalhar na área, mas ele foi muito além e, agora, treina para a disputa nacional da Olimpíada do Conhecimento.

“Durante o curso redes de computadores tivemos, em paralelo, uma matéria de programação. Me interessei pelo tema, acabei me destacando e fui chamado para participar da Olimpíada na modalidade webdesign”, conta ele, que venceu o estadual e agora também quer uma medalha no nacional e uma vaga no mundial.

“Essa oportunidade abriu novas portas para mim, ganhei muito conhecimento técnico.  O Senai-SP ajudou a construir quem eu sou hoje”, declara Kevin, que sentiu muitas mudanças na sua vida depois que entrou na instituição.

Shih:  “O Senai-SP ajudou a construir quem eu sou hoje”. Foto: Everton Amaro/Fiesp

Shih: “O Senai-SP ajudou a construir quem eu sou hoje”. Foto: Everton Amaro/Fiesp


Kevin destaca como principal ganho o conhecimento técnico e a oportunidade de vivenciar as exigências do mercado de trabalho. “A Olimpíada para mim é um processo de transformação. Durante os treinamentos, a gente sente que vai mudando, tanto na parte técnica quanto no comportamento. Saio mais preparado para o mercado de trabalho, sabendo lidar com as mudanças e a pressão.”

Para se preparar para a etapa nacional, o competidor chega a ficar até 12 horas por dia no Senai-SP em treinamento. Na competição, além do módulo de webdesign, em que o aluno constrói a aparência e faz o layout do site, ele precisa também cumprir a prova de webdeveloper, em que faz a parte de programação do site e cria, por exemplo, o sistema de banco de dados ou de e-commerce.

Só treinando 

“É um treino bem intenso, mas temos várias coisas para serem acertadas. Uma das coisas mais difíceis da Olimpíada é ser rápido e certeiro. É algo que a gente só consegue treinando. Por isso a gente se dedica tanto, fica algumas horas a mais por dia, vai ao Senai no sábado. O objetivo de todos os competidores é o mesmo: conquistar uma medalha.”

Para o seu futuro profissional, Kevin tem a convicção de que, se seguir se dedicando, o sucesso é consequência. “Não penso tanto na empresa em que eu vou estar ou em qual cargo vou ocupar, isso vem com o tempo”, diz. “Me vejo como um profissional de destaque na minha área. Sei que, não só eu, mas todos os alunos do Senai-SP que se dedicam vão conquistar seu objetivos.”