Modernização dos Portos


A Mobilização

Em 16 de abril, a Federação das Indústrias do Estado de São Paulo (Fiesp) deu início a uma campanha pela aprovação da Medida Provisória 595 –  a MP dos Portos.

Em anúncios na televisão e nos principais jornais do País,  o presidente da Fiesp, Paulo Skaf, fez um apelo a senadores e parlamentares pela aprovação da medida.


Campanha na TV


Campanha nos Jornais

Imagem relacionada a matéria - Id: 1545001007

 Trajetória da Campanha

Fev.2013


Dia 27 – Recebido pela presidente da República, Dilma Rousseff, no Palácio do Planalto, o presidente da Fiesp, Paulo Skaf, ressaltou que está ao lado do governo para apoiar a modernização dos portos.

Em discurso, Dilma Rousseff reconhece pioneirismo da Fiesp na luta pela redução das tarifas de energia.

“A posição da Fiesp é de pensar na modernidade do Brasil” (Paulo Skaf durante entrevista coletiva)


Mar.2013 


Dia 13 – Em audiência pública convocada pela comissão que analisa a Media Provisória dos Portos (MP 595/2012), em Brasília (DF), o diretor-titular do Deinfra/Fiesp, Carlos Cavalcanti, defendeu uma ampla reforma portuária no Brasil.

“A MP tem que ser aprovada rapidamente e com o mínimo de alterações possíveis”



Abr.2013


Dia 11 – Fiesp e Ciesp emitem Nota Oficial em que declaram que MP 595 é o único caminho para a modernização dos portos do Brasil

Dia 17 – Fiesp inicio da campanha pela aprovação da MP 595 com anúncios na televisão e nos principais  jornais do Paí.s


Mai.2013


Dia 13 – Durante o 31º Encontro Econômico Brasil-Alemanha presidente da Fiesp demonstrou sua expectativa pela aprovação da MP dos Portos.

“Não é possível que um projeto que seja do interesse do Brasil não seja aprovado. Minha confiança é de que isso acontecerá nesta semana, sim”, disse Skaf em entrevista coletiva.




Jun.2013


Dia 5 – Presidente Dilma Rousseff sanciona a Nova Lei dos Portos (Lei n.º12.815), que teve como base a MP dos Portos (MP 595/2012), onde são determinados os procedimentos a serem seguidos pela União para exploração de portos e instalações portuárias, bem como às atividades desempenhadas pelos operadores portuários.

Em nota oficial, Fiesp e Ciesp afirmam que a presidente Dilma Rousseff acertou em vetar pontos na MP dos Portos.

“Os vetos são positivos, porque reestabelecem os princípios originais da MP. Isso garante o choque de competição e ampliação dos serviços portuários que o Brasil necessita”.