Linha do Tempo – Ações e Conquistas

Veja a seguir, ano a ano, as principais atividades e conquistas do Comitê da Cadeia Produtiva do Couro, Calçado e Artefatos (Comcouro) :

 2014
Fevereiro – Dia 24,  Realização da Reunião Plenária do Comcouro
Durante a primeira Reunião Plenária de 2014 realizada no mês de Fevereiro, os membros do Comcouro discutiram alguns assuntos como a “Construção da Proposta para Redução da Carga Tributária do Setor”, o “Recebimento de Créditos Acumulados do ICMS para Exportadores e a Sistemática de Custeio” e sobre a questão de “Feiras”.
Março – Dia 24, Realização da Reunião Plenária do Comcouro
Durante a Reunião Plenária de março foi apresentado aos membros o “Projeto: Valorização do Couro no Segmento Casa”. O objetivo do projeto é de gerar oportunidade de negócios, inovação e competitividade para o setor e novas oportunidades comerciais para as indústrias da cadeia produtiva do couro, trabalhando com empresas da indústria paulista, designers e com o apoio do Senai-SP. O Comcouro contou com a presença do coordenador do Dejur, Dr. Caio Cesar Ruotolo que tirou algumas dúvidas dos membros sobre a “Cobrança adicional de 10% de multa sobre FGTS” e “Feriados para a COPA do Mundo 2014”.
Maio – Dia 9, Realização da Reunião Plenária Itinerante do Comcouro – Cidade de Franca
Durante a Reunião Plenária do mês Abril os temas “alta carga tributária”, “a participação dos polos calçadistas paulistas em feiras” e a “terceirização” foram discutidos durante a reunião. A reunião aconteceu na Escola do Sesi na cidade de Franca. Após a reunião, os membros do Comcouro foram convidados a fazer uma visita técnica as obras de reforma e ampliação do Novo Centro Educacional do SESI. A construção que começou em 2012 e será entregue dia 28/05/14. De acordo com a instituição, as novas instalações seguem padrões de sustentabilidade, como economia de água e energia elétrica. Segundo a diretora da unidade, Silma Junqueira, a ação deve integrar cerca de 1,6 mil alunos francanos em um único local.
 2013
Acesse o Resumo das Atividades do Comtextil de 2004 a 2014.
Fevereiro – No dia 16/02, em caráter excepcional, foi realizada uma Reunião Plenária Conjunta entre o Comitê da Cadeia Produtiva de Couro, Calçados e Artefatos (Comcouro) e o Comitê da Cadeia Produtiva da Indústria Têxtil, Confecção e Vestuário (Comtextil), na qual foram discutidos assuntos relevantes de interesse para melhorar a competitividade de ambas as cadeias produtivas.
Março – No dia 21/03, o coordenador e os membros do Comcouro participaram da primeira reunião itinerante do comitê, realizada no Senai-SP na cidade de Franca, e também da cerimônia de posse da diretoria do Sindicouro.
 2012
Janeiro – No dia 16/01, o coordenador do Comcouro representou o presidente da Fiesp, Paulo Skaf, na cerimônia de abertura da Feira Internacional de Calçados, Artigos Esportivos e Artefatos de Couro (Couromoda 2012). Em seu discurso, Francisco Santos, presidente da Couromoda, afirmou que setor vem se esforçando para manter-se competitivo, por meio de uma indústria atualizada em tecnologia, design e gestão: “Somos o maior produtor de calçados do ocidente, nos tornamos um player respeitado em todo o mundo, mas temos o desafio de retomar o ritmo de nossas exportações”.
Maio – No dia 24/03, o Comcouro participou da coletiva de imprensa da Abicalçados. Na ocasião foi realizado o lançamento do Relatório Brasil Calçados que apresenta  os dados inéditos sobre o setor calçadista mundial e do Brasil e provê informações setoriais e mercadológicas à empresas, entidades representativas, imprensa, profissionais e estudantes relacionados ao setor calçadista.
 2011
Janeiro – O Comcouro esteve representando na abertura da 38º Edição da Couromoda, realizada no Pavilhão no Anhembi.
Maio – No dia 13/05, foi dada posse ao novo coordenador do Comcouro, José Carlos Brigagão do Couto. O Comcouro participou de entrevista na coletiva de imprensa da Abicalçados, onde foram tratados assuntos de grande importância para o setor, como a apresentação do Anuário Brasil Calçados e promovido debate sobre a situação da indústria brasileira de calçados.
Junho – No dia 28/06, o Comcouro realizou sua segunda reunião com o novo coordenador, durante a Feira Francal no Auditório Elis Regina no Parque Anhembi. Heitor Klein, membro do Comcouro e da Abicalçados, apresentou o tema “Comércio Internacional de Calçados: a queda nas exportações e o crescimento das importações de calcados no Brasil” e analisou os números da balança comercial, as perspectivas para o futuro e os movimentos das entidades na defesa de pontos de vista em relação ao comércio internacional de calcados (queda de 30% nas exportações e crescimento de 20% nas importações do setor de calcados no Brasil).
 2010
Março – No dia 29/03, o Comcouro participou da reunião com o General Álvaro Baltodano, presidente da agência de promoção de investimentos da Nicarágua (Pronicaragua), na sede da Fiesp. A reunião objetivou apresentar as oportunidades nas áreas de etanol, têxtil, calçados, partes e peças automotrizes e produção agroindustrial naquele país.
 2009
Fevereiro – O Comcouro representou a Fiesp  no Fórum de Inspirações para Calçados e Artefatos, na Fecomercio. O evento antecipou informações sobre moda e design para o setor coureiro-calçadista de todo o Brasil, ofereceu também possibilidades de comercialização direta entre fornecedores de componentes e fabricantes de calçados, rodadas de negócios e exposição de materiais, além da apresentação dos temas do Verão 2010. 
Março – Na reunião do Comcouro tratou-se de temas como: Taxa do Imposto sobre exportação do Wet-Blue, taxa instituída que mudou o setor. Dados da época revelaram que antes da Taxa ser instituída, 9% das exportações eram de Couro acabado e 80% de Wet-Blue e após a Taxa houve o inverso. A proposta do Comitê foi de fazer uma mobilização para que o valor da taxa voltasse em benefício do setor. Posteriormente foi realizada reunião com o presidente Paulo Skaf, ocasião em que o comitê mostrou a importância do setor de couro.
Abril – Na reunião do Comcouro, realizada  com os principais representantes dos sindicatos do setor de couro e calçados e com o departamento de relações internacionais e comércio exterior (Derex) da Fiesp, o Comitê apresentou justificativas para a manutenção do imposto e foram discutidos os principais pontos do imposto de exportação Wet-Blue.
Maio – Lideranças do Comcouro participaram da inauguração do Núcleo de Tecnologia e Design do Calçado no Senai de Franca (SP). O Núcleo foi criado para apoiar a competitividade da cadeia coureiro-calçadista, oferecendo projetos de design para calçados, artefatos e vestuário, cursos de qualificação, oficinas, dentro de uma estrutura composta por laboratórios de prestação de serviços, auditório e salão para exposições e desfiles.
Julho – O Comcouro coordenou ao lado do Comtêxtil a reunião conjunta dos Comitês. Em resumo foram discutidos os seguintes itens: Lei nº 11.941/09 sobre parcelamentos de Débitos Fiscais; e S.P.E.D e Nota Fiscal Eletrônica: Reinventando a Gestão de Vendas Através da Criação de Valor (Palestra Sr. Silvio Chadad)
Setembro – Na Feira Aventure Sports Fair, realizada de 10 a 13 de setembro,  o Comcouro realizou a exposição “Novas Tecnologias brasileiras da Indústria do Couro e Calçados”, com produtos desenvolvidos no Curtume Tropical da cidade de Franca/SP, comoCouros Hidrofugados e o Couro aqua-repelente, que impedem o couro de reter a água, mas sem perder a transpirabilidade;os Couros Chrome Free, que são feitos sem a presença de cromo e outros materiais pesados; e os Couros Cool System, que limitam o aumento da temperatura na superfície do couro quando exposto à radiação solar, mantendo em até 20ºC.
Novembro – O Comcouro participou do workshop “Setorial de Couro e Calçados: Desafios e Oportunidades da Política de Desenvolvimento Produtivo”, com a participação da Secretaria Executiva de Política de Desenvolvimento Produtivo (PDP), da Agência Brasileira de Desenvolvimento Industrial  (ABDI), Banco Nacional do Desenvolvimento (BNDES) e Ministério da Fazenda. O objetivo foi de avaliar o impacto da política de desenvolvimento produtivo no setor de couro e calçado, frente ao cenário macro econômico da época.
 2008
Março – Representantes do Comcouro participaram de reunião em Brasília com a Frente Parlamentar do Setor Coureiro-Calçadista, que foi presidida pelo deputado federal Renato Molling,com o objetivo de definir a agenda de reivindicações em defesa das empresas calçadistas. Entre elas: redução da taxação do PIS/COFINS; prorrogação e renovação do ‘Programa Revitaliza’,linha de crédito criada pelo governo para capital de giro; extensão do cartão de crédito do BNDES para o varejo calçadista, ou seja, para as pequenas e micro empresas.
Abril – O Comcouro realizou a I Expoindústria – Mostra da Cadeia Produtiva de Couro, Calçados e Artefatos. Em 300 metros quadrados, o Espaço de Eventos da Fiesp se transformou em uma grande vitrine de produtos do setor. O principal objetivo foi apresentar ao público  os produtos e processos da indústria do couro. Em 5 dias, o evento recebeu mais de 500 visitantes. Participaram da mostra: Sindicato das Indústrias de Artefatos de Couro do Estado de São Paulo, Sindicato das Indústrias de Curtimento de Couros e Peles no Estado de São Paulo, Sindicato das Indústrias de Calçados de São Paulo, Sindicato das Indústrias de Calçados de Jaú, Sindicato das Indústrias de Calçados de Birigui, Sindicato das Indústrias de Calçados de Franca e Sindicato das Indústrias de Calçados de Santa Cruz do Rio Pardo.
Junho – O Comcouro recebeu os membros da missão da Botswana Export Development & Investiment Authority (Bedia) da África do Sul, atendendo a solicitação do Ministério de Desenvolvimento de Comércio Exterior (MDIC).O objetivo da missão era o de conhecer aspectos relacionados com os segmentos da indústria do couro para relacionamento comercial entre Botswana e o Brasil em diversos segmentos e setores específicos para o seu desenvolvimento.
Setembro – O Comcouro participou de reunião na Secretaria de Desenvolvimento do Estado de São Paulo para solicitar a manutenção da redução da base de cálculo do ICMS em 12%, cujo prazo de vigência era até 31 de dezembro de 2008.
Outubro – O Comcouro elaborou e divulgou o artigo “Como Encarar a Crise”, destacando e propondo medidas que pudessem diminuir os efeitos negativos da crise financeira que acabou se abatendo no Brasil. O artigo foi veiculado nos principais jornais do interior do Estado de São Paulo. No dia 14/10, o Comcouro representou o presidente da Fiesp, Paulo Skaf, na 4ª Feira Internacional de Couros, Máquinas e Componentes para Calçados (Fenafic).
Novembro – O Comcouro coordenou reunião conjunta com o Comtêxtil, com o objetivo de avaliar os reflexos da crise financeira mundial e estruturar medidas “anti-crise’ para as duas cadeias produtivas. Em resumo foram discutidos e incluídos na pauta os seguintes itens:– Crédito: redução de juros para créditos bancários com taxas mais flexíveis; criar facilidades para a obtenção de capital de giro através do desconto de duplicatas; ampliar os recursos disponíveis para a concessão de ACC;restabelecimento do crédito nos recebíveis.– Defesa comercial: trabalhar para o fim dos incentivos fiscais; igualdade em normas de importação e de exportação dos outros países.– Desoneração da folha de pagamento: crédito do PIS e COFINS a ser abatido do valor da folha de pagamento; inclusão social com a geração do primeiro emprego a pessoas sem qualificação e com baixa escolaridade, em comunidade carentes.– ICMS: reduzir a base de cálculo para 7% e ampliar o prazo para recolhimento do imposto.– Terceirização nas empresas: permanência da terceirização de mão de obra nas empresas.– Reforma Tributária: defender a proposta de emenda constitucional (PEC 233/08), no sentido de estabelecer um tratamento diferenciado, simplificado e favorecido para os setores altamente empregadores de mão de obra, sem limite de faturamento (simples geral e irrestrito).
 2007
Março – No dia 19/03, representantes do Comcouro participaram, em Brasília, da criação da Frente Parlamentar do Setor Coureiro, Calçadista e Moveleiro. Com a presença do presidente da Frente, deputado Renato Molling, mais de 200 parlamentares aderiram ao movimento, que teve como meta “a busca de soluções e alternativas que permitiram que os setores coureiro-calçadista e moveleiro voltassem a crescer e competir no cenário mundial”. Após a instalação oficial , representantes do Comcouro participaram da audiência pública para discutir a crise do setor.“Estatísticas do Sindicato da Indústria de Calçados de Franca (Sindifranca) revelaram que, em 2006, a produção de sapatos no polo industrial da cidade paulista caiu 11,65%. As exportações apresentaram queda ainda mais brusca, de 23,30%, no período de janeiro a outubro. Um dos impactos mais perversos da crise neste setor intensivo em mão de obra é o aumento do desemprego.Em novembro de 2006, a região de Franca contava com quase três mil postos de trabalho a menos do que no mesmo período de 2005. O número equivale a uma queda de 10,3% no emprego do setor calçadista.
 2006
Outubro – No dia 17, a reunião do Comcouro, na sede da Fiesp, teve os seguintes assuntos em debate:– O estudo do Decomtec/Fiesp “Competitividade do Setor Couro-Calçadista 1999 a 2004″, que mostrou os fatores que impedem o crescimento das exportações no segmento coureiro-calçadista (câmbio, juros altos, excesso de carga tributária nos produtos e a estrutura interna de custos)– Protesto do setor calçadista de Franca, com a participação de representantes de várias entidades sindicais patronais dos trabalhadores e associações locais contou com a presença de 3 mil pessoas. O protesto objetivou sensibilizar as autoridades governamentais sobre a precária situação do setor calçadista no País. (O ministro Guido Mantega, recebeu em outubro de 2006 na Fiesp, os representantes do setor calçadista do Estado de São Paulo).– O estudo “Desoneração tributária da cadeia produtiva” (desenvolvido pela assessoria jurídica da Fiesp) fez o levantamento e a identificação de todos os tipos de tributos e alíquotas existentes, com a condição de avaliar o impacto dos tributos na cadeia produtiva e propor redução da carga tributária. 
 2005
Janeiro – No dia 12/01, a terceira reunião do Comcouro foi realizada na sala da administração da 32ª Edição da Couromoda, no parque de Exposições Anhembi, em São Paulo.Assuntos tratados :- Tendências do Design no Calçado (estudo desenvolvido para o polo calçadista de Jaú);- Moda Couro (projeto para inserção no evento São Paulo Fashion para a edição de setembro de 2005, com objetivo de despertar a consciência para a importância da moda como estratégia empresarial, através da promoção de parcerias de estilistas de grande criatividade e visibilidade na mídia com fabricantes de calçados, de acessórios e de componentes).
– Projeto de parceria IPT e Sensi.
Agosto – No dia 25/08, representantes do setor de couro e calçados, membros do Comcouro, participaram da 1ª Reunião com a Frente Parlamentar em Defesa do Setor Produtivo Paulista, que teve como objetivo levar pleitos, reivindicações e solicitações visando o desenvolvimento da atividade industrial no setor e a eliminação de eventuais entraves e dificuldades existentes na burocracia estadual e federal a favor do setor, que foram analisados e avaliados pela Frente Parlamentar.
 2004
Outubro – No dia 19/10 foi inaugurado o Comcouro, na sede da Fiesp, com a presença do presidente da entidade, Paulo Skaf, e diversos presidentes de sindicatos ligados à cadeia coureiro calçadista.Nesta primeira reunião, foi nomeado como coordenador o Sr. Wayner Machado da Silva. O comitê foi criado com a principal tarefa de buscar soluções para os problemas comuns de toda a cadeia coureiro calçadista e desenvolver o setor como um todo.