Eco-X: destino correto para os entulhos de obras da construção civil


Reciclagem e processamento da Eco-X evita que mais de 80 toneladas de entulhos de obra sejam destinados para aterros da cidade a cada hora.

Por Karen Pegorari Silveira

Imagem relacionada a matéria - Id: 1544751242

Meta: Transformar resíduos da construção civil em matéria-prima

A construção civil é uma das grandes geradoras de impactos ambientais, seja pelo consumo de recursos naturais, pela modificação da paisagem ou pela geração de resíduos.

Apenas em São Paulo são gerados mais de 17 mil toneladas de resíduos sólidos por dia, mais de 50% desse volume é oriundo das construções e demolições.

Com o trabalho da Eco-X, uma das mais completas usinas de processamento e reciclagem de resíduos do Brasil, quase 150 mil m³ deixaram de ser destinados a aterros.

A Eco-X está há três anos no mercado e chega a processar, por hora, 80 toneladas de entulhos que iriam para aterros da cidade. Os resíduos recebidos pela recicladora em Guarulhos, cidade da região metropolitana de São Paulo, são desde blocos de concreto, argamassas de cimento ou mistas de assentamento e revestimento, até pedra britada e de areia naturais.

Com esses entulhos, a empresa consegue produzir uma série de subprodutos, como areia e brita reciclada, brita 4, pedrisco reciclado e bica corrida, todos de acordo com a norma brasileira NBR 15116/04 e com as especificações técnicas do D.E.R./SP / DNER/ DNIT/ IPT e PMSP, que definem os requisitos dos agregados reciclados para utilização em pavimentos e preparo de concreto sem função estrutural.

Imagem relacionada a matéria - Id: 1544751242

A empresa contribui para que grande volume de areia e pedra não seja extraído da natureza

Pierre Ziade, proprietário da Eco-X, conta que apesar do produto ainda ser novo no mercado, ele tem inúmeras vantagens. “O uso de materiais reciclados gera uma redução significativa no custo das obras com a mesma qualidade final. Ele é livre de impurezas, partículas duras e ásperas, são duráveis e isentos de materiais que possam interferir na reação de endurecimento do cimento. Além de contribuir para que um grande volume de areia e pedra não seja extraído da natureza degradando o meio ambiente”, conta Ziade.

A meta da empresa é ampliar sua área de atendimento com uma nova unidade na região sul da cidade de São Paulo, podendo assim receber resíduos de mais empresas que hoje não utilizam os serviços da Eco-X devido ao valor do frete para Guarulhos.