Iniciativas Sustentáveis: Medicatriz – Inovação

Indústria cosmética de pequeno porte buscou a inovação para melhorar a competitividade e foi finalista de prêmio da Confederação Nacional das Indústrias

Por Karen Pegorari Silveira

O uso da inovação como ferramenta para conquistar novos clientes e aumentar a qualidade dos produtos e serviços já é uma realidade para 75% dos pequenos negócios no Brasil. De acordo com pesquisa feita pelo Serviço Brasileiro de Apoio às Micro e Pequenas Empresas (Sebrae), nos últimos três anos, a maioria dos donos de micro e pequenas empresas promoveram algum tipo de inovação e, para mais de 80% deles, essa modernização resultou em um incremento nas suas receitas.

Foi assim também com a pequena indústria Medicatriz, fabricante de dermocosméticos de São Paulo, que implantou modelos de inovação aberta para cocriação; práticas de Design Thinking para criação de novos produtos e serviços; novos modelos de gestão de pessoas; sistema de coleta de ideias para estimular o ambiente criativo; novos processos de logística e estocagem; e novas estratégias de marketing para agregar boas práticas ao cliente.

Segundo a diretora técnica, Sheila Gonçalves, o modelo de inovação aberta foi praticado com investimentos baixos, suficientes para promover um evento que reuniu clientes considerados referência no setor da estética, principal público-alvo da Medicatriz. “Com as percepções colhidas no evento, a empresa atendeu aos anseios do cliente em valorizar matérias primas e ativos genuinamente brasileiros, para isto lançou produtos com este apelo. Entre outras percepções colhidas, a Medicatriz buscou tendências tecnológicas como a “nanotecnologia” que atribuiu a um dos kits de produtos uma eficácia extraordinária. As percepções analisadas fizeram com que a Medicatriz chamasse a atenção por lançar no mercado, produtos com transversalidade com a área de tecidos, com isto, além da finalidade principal, os produtos oferecem quando em contato com a pele, toques de seda, cetim, veludo ou algodão, variando de produto a produto”, conta Sheila.

Estas mudanças garantiram à empresa um crescimento de 46% em faturamento no primeiro quadrimestre de 2015 comparado a igual período anterior, e os produtos desenvolvidos a partir de inovação aberta estão entre os mais vendidos. Além disso, levou a Medicatriz a ser finalista, sendo a empresa mais inovadora da região sudeste na categoria de pequeno porte ALI (Agente Local de Inovação) do Prêmio Nacional de Inovação 2015, concedido pela Confederação das Indústrias (CNI). O prêmio possui categorias para empresas de todos os portes e, nas pequenas empresas, o prêmio avalia a gestão da inovação, diferentemente das categorias para médias e grandes empresas que premiam tanto a gestão quanto projetos independentes.

Realizado anualmente, o Prêmio Nacional de Inovação é uma iniciativa da Mobilização Empresarial da Inovação (MEI) e da Confederação Nacional da Indústria (CNI) e pelo Serviço Brasileiro de Apoio às Micro e Pequenas Empresas (Sebrae), com o apoio da Financiadora de Estudos e Projetos (FINEP), do Movimento Brasil Competitivo (MBC) e do Ministério de Ciência, Tecnologia e Inovação (MCTI).

Sobre a Medicatriz

A Medicatriz é uma indústria do setor de dermocosméticos situada na capital paulista, com 30 funcionários, que possui como principal público-alvo esteticistas, podólogos, biomédicos e profissionais da beleza. A empresa iniciou suas atividades em 1988 como farmácia de manipulação e desde 2005 atua como indústria de dermocosméticos com uma linha de produtos com eficácia cientificamente comprovada.