Skaf propõe aproximação entre setores automobilístico e de autopeças do Brasil e Argentina

Em Buenos Aires, presidente da Fiesp anuncia  grande evento com empresários brasileiros e argentinos para avaliar novas oportunidades de investimentos


 O presidente da Fiesp, Paulo Skaf, liderou nova reunião com empresários brasileiros para, em conjunto, avaliarem os resultados do encontro que teve com autoridades argentinas na manhã de ontem. Uma das conclusões foi a decisão de realizar um grande evento entre empresários argentinos e brasileiros já em março deste ano. O objetivo é avaliar oportunidades de investimentos nacionais na Argentina, que colaborem para o equilíbrio das relações comerciais entre os dois países. “Seria um prazer enorme realizar este encontro na Fiesp mas, se o melhor for fazê-lo em Buenos Aires,  estamos à disposição”, afirmou.

Considerando que o produto brasileiro com maior participação no mercado de importados da Argentina é o automóvel (16%), Skaf acredita que uma aproximação maior entre os setores automobilístico e de autopeças dos dois países poderia compensar parte do déficit da balança comercial.  Em 2011, a Argentina teve com o Brasil um déficit de US$ 3,4 bilhões somente em autopeças. “A Argentina é o nosso maior cliente em manufaturas. Exportamos muita commodity para o mundo, mas são os argentinos os que mais compram produtos manufaturados brasileiros.”

Para o presidente da Fiesp é importante que o Brasil também amplie a compra de produtos argentinos, considerando que ambos são países parceiros do Mercosul e devem encontrar soluções conjuntas para problemas comuns. "Eu dei um voto de confiança ao que foi dito. O intuito não é prejudicar as relações de comércio com o Brasil. A conclusão é que temos que vender mais para a Argentina, mas também precisamos comprar mais deles.”

Paulo Skaf encerra hoje sua agenda oficial de dois dias na capital argentina.

Federação das Indústrias do Estado de São Paulo - FIESP


Assessoria de Imprensa
Tels. (11) 3549.4602 e 3549.4643