“Menos spread e mais volume” de crédito, defende Skaf durante reunião com presidente do BB