Fiesp e USP realizam seminário sobre competitividade industrial chinesa

De acordo com especialistas da universidade, o país tem perdido força devido ao aumento nos custos de trabalho

A competitividade da indústria chinesa tem perdido força devido ao aumento nos custos de trabalho. Esse é um dos resultados do estudo realizado pela Universidade de São Paulo (USP) que será apresentado na próxima terça-feira (04/09), na Fiesp, durante o seminário “A Competitividade Industrial Chinesa no Século 21”.

A melhora do acesso à informação e a dificuldade de locomoção dos trabalhadores no interior da China foram apontados como alguns dos motivos causadores do aumento no custo de trabalho chinês.

O seminário também irá abordar a conjuntura econômica e as perspectivas do país, tecnologia e inovação de seus setores básicos e o impacto ambiental de seu crescimento.

O ministro da Secretaria de Assuntos Estratégicos da Presidência da República, Moreira Franco, irá discorrer sobre a visão estratégica do Governo Federal para a China.

 

ATENÇÃO IMPRENSA

O seminário será aberto aos jornalistas e os palestrantes poderão dar entrevistas ao final do evento.
Jornalistas interessados na cobertura deverão encaminhar pedido de credenciamento para o e-mail:
katyamanira@fiesp.org.br e amanda.santos@fiesp.org.br

 

PROGRAMA
8h30 Credencial e café
8h45 Abertura
Rubens Barbosa, Presidente do Conselho Superior de Comércio Exterior (COSCEX) da FIESP
Guilherme Ary Plonski, Coordenador do Núcleo de Política e Gestão Tecnológica (NPGT) da USP

9h00 Painel I: O despertar de um gigante: a ascensão econômica chinesa no século XXI
Gilmar Masiero, Professor da Faculdade de Economia, Administração e Contabilidade da USP
Debatedor
Antônio Correia de Lacerda, Professor da PUC-SP.

9h40 Painel II: A conjuntura econômica chinesa e perspectivas
Bruno Maia Cavalcante, Coordenador da Área de Análise Econômica do Departamento de Relações Internacionais e Comércio Exterior (DEREX) da FIESP
Debatedor
André Soares, Coordenador dos projetos de pesquisa e análise do Conselho Empresarial Brasil China (CEBC)

10h20 Painel III: Tecnologia e competitividade em setores básicos da indústria chinesa
Claudio Habert, Professor do Programa de Engenharia Química, COPPE / UFRJ
Debatedor
Afonso Fleury, Professor do Departamento de Engenharia de Produção da Escola Politécnica, Universidade de São Paulo

11h00 Intervalo
11h10 Painel IV: Impactos ambientais da competitividade chinesa
Moacir de M. Oliveira Jr., Professor associado da Faculdade de Economia, Administração e Contabilidade da USP
Debatedor
Luiz Alfredo Salomão, Diretor da Escola de Políticas Públicas e Gestão Governamental

11h50 Painel V: A competitividade chinesa baseada nos custos do trabalho
Mario H. Ogasavara, Professor do Programa de Pós-Graduação em Administração da UNIFOR
Debatedor
José Eduardo Gibello Pastore, Consultor na área trabalhista da CNI.

12h30 “Brasil e China na visão estratégica do Governo Brasileiro”
Moreira Franco, Ministro da Secretaria de Assuntos Estratégicos da Presidência da República (SAE/PR)

 

Federação das Indústrias do Estado de São Paulo- FIESP
Assessoria de Jornalismo Institucional
Tels.: (11) 3549.4602 e 3549.4282