Fiesp divulga os vencedores do Festival de Empreendedorismo

Foram dois dias dedicados ao empreendedorismo, formação de novos líderes e lançamento de start-ups


Projetos ligados ao mercado agrícola e à pesquisa de mercado foram os grandes vencedores das atividades mais árduas do Festival de Empreendedorismo (Festemp): Acelera Startup e Maratona Hackaton. O evento foi promovido pela Federação das Indústrias do Estado de São Paulo (Fiesp), em parceria com o Senai/SP, entre os dias 25 e 26, no Pavilhão de Exposições Parque do Anhembi.

O Acelera Startup premiou a Sayyou, comandada por Sergio Coutinho Filho, com a tecnologia de capina elétrica. A ideia atraiu um dos investidores que participou do evento e a vencedora espera um investimento de algo próximo a R$ 6 milhões. Foram trezentos projetos selecionados via internet, por membros do Comitê de Jovens Empreendedores (CJE) da Fiesp, para participar do Acelera Startup.

Após imersão com treinamentos, apoio, dicas e mentoring, os 10 melhores projetos tiveram a chance de vender seu negócio a uma banca de investidores por meio do formato elevator pitch, ou seja, na duração de uma conversa de elevador. A Sayyou levou a melhor e pretende revolucionar o mercado agrícola. “O Brasil ainda não tem a cultura de investidores anjos. Isso está apenas começando no país e, por isso mesmo, é um privilégio divulgar nosso trabalho”, declarou Coutinho Filho após o anúncio.

Já na Maratona Hackaton, o desafio era criar um aplicativo gratuito para dispositivos móveis a fim de solucionar problemas nas áreas de marketing, jurídica e recursos humanos. Após 17 horas de competição, o vencedor foi o aplicativo “Ponto Certo”- projeto que tem a finalidade de auxiliar pesquisas de mercado, buscando os preços mais acessíveis, para facilitar a tomada de decisão do empreendedor. Três grupos participaram da iniciativa.

O método de avaliação foi baseado em três critérios: o quanto o aplicativo ajuda o empreendedor na sua jornada, se a ideia pode dar retorno e tem potencial para ter sucesso e a capacidade de implementação técnica, ou seja, se a equipe é capaz de produzir o aplicativo. “Foi uma experiência muito puxada, mas bem importante.

Vamos levar frutos daqui, pois todos nós temos ideias de start-ups e vamos conversar para levar nossos projetos adiante”, afirmou Glenda Alcântara, integrante do grupo vencedor do aplicativo.

Na avaliação do diretor-titular do Comitê de Jovens Empreendedores (CJE) da Fiesp, Sylvio Gomide, a adoção desse formato representa uma mudança para a Fiesp. “Queremos manter esse relacionamento de parceria com os participantes, que assim como a gente, acreditam na bandeira do empreendedorismo”, afirmou.

O evento contou com mais de oito mil inscritos, 48 horas de atividades ininterruptas, uma bancada de investidores totalizando um valor na ordem de meio trilhão de reais e grandes empresários do setor.



Federação das Indústrias do Estado de São Paulo - FIESP
Assessoria de Jornalismo Institucional
Tels. (11) 3549.4203 e 3549.4643