Fiesp debate expansão na malha ferroviária para transporte público

Entidade discute pontos positivos do novo marco regulatório, mas adverte que ainda há desafios para o desenvolvimento nesse setor


A Federação das Indústrias do Estado de São Paulo (Fiesp), promove encontro de Logística e Transporte, nos dias 6 e 7 de maio, no Hotel Unique. A questão da utilização de malha ferroviária para passageiros, além do marco regulatório para este modal serão um dos assuntos discutidos durante o evento. No Brasil, o sistema rodoviário é prioridade tanto para passageiros quanto para o trabalho de cargas, já que a malha de trens inter-regionais é praticamente nula e precária. Porém, a ferrovia aparece como uma tendência para os próximos anos e o governo vem trabalhando fortemente no sentindo de aperfeiçoar o setor.

A exemplo disso, recentemente os governos de Minas Gerais e de São Paulo anunciaram um projeto que contempla sete linhas de trens regionais, com um investimento de R$ 2 bilhões em Minas e de R$ 25 bilhões em São Paulo nos próximos anos. Somadas, as linhas transportarão mais de 700 mil passageiros por dia. Os dois estados já tiveram malha de transportes dedicada aos usuários, mas nos últimos 20 anos, vem sendo utilizada por cargas.

Ainda alinhado ao favorecimento do transporte público, outro investimento nesse sentindo é o Trem de Alta Velocidade (TAV), que interligará São Paulo e Rio de Janeiro, com previsão de operação em 2020, segundo a Empresa de Planejamento e Logística (EPL). Grandiosa obra do PAC anunciada em 2008, o TAV, que já passou por diversas dificuldades, está na fase final de ajustamento do projeto e o edital deve ser lançado em julho.

Os avanços vão ao encontro com o novo marco regulatório proposto no Programa de Investimentos e Logística - que complementa o PAC - e abre espaço para a iniciativa privada investir em 10 mil quilômetros em vias férreas. Os painéis abordarão essas e outras oportunidades, alertando que, apesar das melhorias, ainda há muitos desafios para o desenvolvimento. “Quem sabe qual é o volume de carga que as companhias estão transportando nas rodovias e nas ferrovias? Quando é que ferrovia e rodovia vão ficar prontas em seis meses? Essas coisas em infraestrutura não são assim tão rápidas, O que importa é que mudou. Floresceu o marco regulatório para logística e transportes no Brasil”, afirma Carlos Cavalcanti, Diretor do Departamento de Infraestrutura da Federação das Indústrias do Estado de São Paulo (Fiesp).

 

SERVIÇO
8º Encontro de Logística e Transporte
Data: 6 E 7 DE MAIO - das 8h30 às 18h
Local: Centro de Convenções do Hotel Unique - Av: Brigadeiro Luis Antonio, 4700 – Jd Paulista – São Paulo

 

 

Federação das Indústrias do Estado de São Paulo - FIESP
Assessoria de Imprensa
Tels. (11) 3549.4731 e 3549.4602