Campanha da Fiesp “Não Vou Pagar o Pato” é contra aumento e a criação de impostos

Não Vou Pagar o Pato vem registrando 2 mil assinaturas por hora

Atual carga tributária já é alta, principalmente em itens da cesta básica como arroz e feijão (17,24%), Frango (26,80%) e água mineral (37,44%). Em uma TV que custa R$ 1.000,00, R$ 449,40 são de impostos, assim como no transporte coletivo a tarifa de R$ 3,50 inclui R$ 1,18 só de impostos. Estas e outras comparações estão no folheto distribuído à população que passa pela Avenida Paulista, pela Federação das Indústrias do Estado de São Paulo (Fiesp).

O material faz parte da campanha “Não Vou Pagar o Pato”, lançada nesta segunda-feira (21/9) com a participação de mais de 100 representantes da indústria, comércio, serviços e agricultura.

Paulo Skaf, presidente da Fiesp e do Ciesp, explicou que a campanha foi criada para conscientizar a sociedade sobre a carga de impostos e evitar novo aumento da carga tributária. “Material escolar tem 40% em média de impostos”, lembrou Skaf. Mesmo sem saber, as pessoas pagam impostos. “Naquela geladeira de R$ 1.000 ele colocou R$ 400 de impostos”, exemplificou.

“Não estamos debatendo imposto da indústria, do comércio, de serviços ou de tecnologia, nós estamos, como brasileiros, de forma horizontal debatendo o imposto que está sobre as costas do povo brasileiro, da sociedade brasileira, das empresas, das famílias, que prejudicam tanto a competitividade e o desenvolvimento do Brasil”, disse Skaf. “Não é uma campanha da Fiesp, é uma campanha de todas as entidades que estão aqui”, ressaltou.

 CPMF

“Não tenho dúvida que a sociedade fará pressão muito forte junto aos congressistas”, disse Skaf, para evitar aumento de impostos e a recriação da CPMF (o imposto do cheque, extinto em 2007 graças à mobilização popular, com importante papel da Fiesp). “E não tenho dúvida de que os congressistas reagem às pressões da sociedade.”

A campanha “Não Vou Pagar o Pato” é uma iniciativa da Frente Nacional contra o Aumento de Impostos, liderada por Skaf e criada em 3 de setembro, com amplo apoio de entidades de diversos setores.

Para assinar o manifesto, basta acessar: www.naovoupagaropato.com.br

Federação das Indústrias do Estado de São Paulo - FIESP
Assessoria de Jornalismo Institucional
Tels. (11) 3549-4450 e 3549-4602

Centro das Indústrias do Estado de São Paulo - CIESP
Assessoria de Imprensa
Tel. (11) 3549-3579