Até 2025, o impacto da conectividade pode chegar a R$ 3 trilhões, diz na Fiesp diretor da Nokia