Seminário “Serviços financeiros Brasil-China”

O objetivo do seminário é apresentar opções de financiamento (incluindo trade finance) e serviços financeiros oferecidos pelos principais bancos chineses, todos com presença no Brasil, e que podem incrementar a realização de negócios (exportações/importações e investimentos) com a China.

O evento é organizado pela FIESP e o CIESP, com o apoio do Conselho Chinês para a Promoção do Comércio Internacional (CCPIT), o Consulado Geral da China em São Paulo e a Associação das Empresas Chinesas no Brasil (ABEC).

PROGRAMA 

9h00 – 9h30 Credenciamento

 

9h30 – 9h45 Palavras de abertura

Thomaz Zanotto, Diretor Titular do DEREX

Harry Chiang, Diretor do DEREX

Yu Yong, Conselheiro Econômico e Comercial do Consulado Geral da China em São Paulo

 

9h45 – 10h Contexto macroeconômico da China – Oportunidades e desafios

Sr. Zhang Guanghua, CEO da Associação das Empresas Chinesas no Brasil – ABEC

 

10h – 11h10 Oportunidades de negócios e serviços financeiros Brasil-China

10h – 10h10 Industrial and Commercial Bank of China

Sr.  Yunpeng Zhou, Vice-Diretor do ICBC Brasil

 

10h10 – 10h20 China Construction Bank

Sr. Paulo Celso Del Ciampo, Vice-Presidente Executivo CCB Brasil

 

10h20 – 10h30 Agricultural Bank of China – ABC

Huang Lan, Diretora do Escritório de Representação do Agricultural Bank of China no Brasil

 

10h30 – 10h40 Bank of Communications – BOCOM Brasil

Sr. Cassio Von Gal, Vice-Diretor do BOCOM Brasil

 

10h40 – 10h50 Bank of China

Sr. Zhang Guanghua, CEO do Bank of China Brasil

 

10h50 – 11h10 Sinosure

Sr. Zhang Zhi, Representante da Sinosure no Brasil

 

11h10 – 12h Perguntas e Respostas

 

O Banco Industrial e Comercial da China (ICBC) é o maior banco da China e do mundo em volume de ativos. A subsidiária brasileira do banco iniciou suas operações em setembro de 2013, e busca atuar como um banco múltiplo, prestando serviços integrados de corporate banking e banco de varejo. Dentre suas atividades no Brasil, o banco criou linhas de crédito para empresas brasileiras como a JBS, LDC Brazil e Café Cacique S.A. O banco também financiou projetos da Vale, Petrobras, Gol, Azul e Embraer. Um de seus principais objetivos é apoiar as exportações brasileiras ao mercado chinês, especialmente no setor de agribusiness. O banco também tem interesse em auxiliar empresas brasileiras que queiram investir no mercado chinês e fornece apoio financeiro a investimentos de grandes empresas chinesas no Brasil, como State Grid, Sinopec, China Shipping Group, Baosteel, Foton, Chery, Sany e Gree.

 

O Banco de Construção da China (CCB) é o segundo maior banco da China e do mundo em volume de ativos. O banco está presente no Brasil desde 2013, tendo ingressado no país por meio da aquisição do BICBANCO. O CCB é, essencialmente, um banco comercial, cujos principais serviços são: empréstimo para capital de giro, trade finance, repasse do BNDES, financiamento internacional, fiança, cobrança internacional, câmbio, derivativos, investimentos de renda fixa e variável, financiamento de veículos, vendor, leasing, cartões de crédito e assessoria financeira. O CCB Brasil dá prioridade a projetos brasileiros que tenham alguma relação com a China.

 

O Banco Agrícola da China (ABC) é o terceiro maior banco da China e o sexto maior do mundo em volume de ativos. Inicialmente atuando apenas no setor do agronegócio, o banco tem diversificado suas atividades ao longo das últimas décadas, passando a oferecer serviços de banco de varejo, investimentos, asset management e seguro de vida, entre outros. No entanto, cerca de 50% das operações do banco continuam sendo ligadas ao agronegócio. O ABC está em vias de consolidar uma subsidiária brasileira, tendo estabelecido um escritório temporário de preparação para a abertura das atividades do banco no país. A iniciativa de ingressar no mercado brasileiro se insere na estratégia de internacionalização do ABC, que já conta com filiais em Hong Kong, Singapura, Tóquio, Seul, Londres, Nova York, Frankfurt e Sydney.

 

O Banco de Comunicações (BoCom) é um dos cinco maiores bancos comerciais da China, oferecendo serviços como empréstimos corporativos, remessas internacionais, varejo e trade finance, entre outros. O BoCom iniciou suas operações no Brasil a partir da aquisição de 80% das ações do capital social do Banco BBM, negociação que se concretizou em novembro de 2016.

 

O Banco da China (BOC), que até 1949 desempenhou as funções de Banco Central da China, hoje atua como um banco comercial focado no comércio exterior. O banco possui uma sucursal em Hong Kong responsável pelas atividades de investimentos estrangeiros, o Bank of China International. Com mais de 600 filiais espalhadas por 40 países e territórios, o BOC é líder global em compensações e liquidações internacionais, financiamento comercial e câmbio. O BOC Brasil, fundado em 2009, oferece serviços de câmbio e empréstimos a pessoas físicas e jurídicas, entre outros.

 

A Corporação de Seguro de Exportação e Crédito da China (Sinosure) é uma seguradora estatal cuja missão é fomentar o comércio exterior da China e promover iniciativas de cooperação econômica entre a China e outros países. Dessa forma, a instituição busca assegurar o crescimento econômico e a estabilidade da balança comercial chinesa, por meio de serviços de seguro para exportações, importações e investimentos. A Sinosure tem forte atuação no comércio de produtos de alta tecnologia, como aparelhos eletrônicos.

Av Paulista, 1313 Prédio Fiesp